FALE CONOSCO

Notícias

Voltar para listagem de notícias

14/10/2016

Hospital Sírio-Libanês lança material informativo sobre Trombose

Nesta quinta-feira (13), Dia Mundial de Conscientização sobre a Trombose, o Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo (SP), lança um Infográfico com diversas informações e esclarecimento de causas, sintomas e tratamento da doença. De acordo com a Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia, a cada 37 segundos uma pessoa morre de tromboembolismo venoso, quando a trombose provoca embolia pulmonar.

A trombose venosa profunda  (TVP) caracteriza-se pela formação de um coágulo no interior de uma veia. Ela pode ocorrer em diferentes partes do corpo, e com grande frequência acomete os membros inferiores. Uma parte desse coágulo pode se desprender e seguir pela circulação, acometendo dessa forma outro órgão. Esse fenômeno é chamado de embolia. A embolia pulmonar é um exemplo potencialmente grave desse tipo de complicação.

De acordo com o Prof. Dr. Luiz Francisco Cardoso, médico cardiologista e superintendente de Pacientes Internados do Hospital Sírio-Libanês, atuar na prevenção é muito importante, dado o desconhecimento e a pouca divulgação da doença, apesar de sua forte incidência entre a população.

“Estas são algumas das razões que nos levaram a aderir a esta campanha de conscientização. É preciso que a população conheça a doença, bem como suas formas de prevenção, para que possamos reduzir o número de pessoas acometidas e, principalmente, dos casos de morte”, destaca.

Os principais fatores que contribuem para a doença são: obesidade, tabagismo, períodos de gestação e puerpério, diabetes, hipertensão, idade acima dos 40 anos, reposição hormonal, câncer, transfusões de sangue, anormalidades genéticas de coagulação, entre outros problemas de saúde. As pílulas anticoncepcionais podem aumentar o risco de trombose, por isso seu uso deve ser recomendado por um médico.

O tratamento da trombose deve ser iniciado o mais rápido possível. Nos casos mais leves consiste no uso de medicamentos anticoagulantes orais. Em situações mais graves, são utilizados procedimentos cirúrgicos. Há também o tratamento complementar, com o uso de meias de compressão e a prática de exercício físico, mas tudo dependerá de cada caso e orientação médica.

Fonte: http://www.revistahospitaisbrasil.com.br/

Endereços de atendimento
Atendimento Médico AME   •   Hospitais de Atendimento   •   Serviço de Reabilitação

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês
Matriz: Rua Peixoto Gomide, 337, Bela Vista, São Paulo - Telefone: 55 (11) 3016-0528
E-mail: faleconosco@irssl.org.br