FALE CONOSCO

Notícias

Voltar para listagem de notícias

14/07/2015

Mesmo no inverno, não dê mole para a dengue!

 

Os casos de dengue costumam ser reduzidos naturalmente durante o inverno, por causa da estiagem. Mesmo assim, a preocupação com a doença não pode diminuir. A estação é ideal para intensificar a prevenção do aparecimento de focos do aedes aegypti, mosquito transmissor da doença. A forma mais eficaz de combater a doença é a eliminação dos criadouros.

A principal ação para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente.

A contaminação pelo mosquito da dengue é rápida. Para se ter uma ideia, em 45 dias um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. É bom lembrar que o ovo do mosquito da dengue pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde foi depositado estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em dois ou três dias. Por isso, após eliminar a água parada, é importante lavar os recipientes com água e sabão.


A dica é manter recipientes como caixas d’água, barris, tambores tanques e cisternas devidamente fechados. E não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.

Roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia quando os mosquitos são mais ativos proporciona alguma proteção às picadas dos vetores da dengue e podem ser adotadas principalmente durante surtos. Mosquiteiros proporcionam boa proteção pra aqueles que dormem durante o dia (por exemplo: bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos).

A infecção por dengue pode ser assintomática ou causar até quadros graves, com ou sem hemorragia, podendo evoluir para o óbito. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e prurido cutâneo.

Ao serem percebidos esses sintomas, a recomendação é procurar o serviço de saúde mais próximo, fazer repouso e ingerir bastante líquido, como água, sucos, soro caseiro ou água de coco. Na presença de sinais de alarme e choque procurar imediatamente atendimento em unidade hospitalar.

Quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores de um determinado local, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada.

Fonte: http://www.blog.saude.gov.br/

Endereços de atendimento
Atendimento Médico AME   •   Hospitais de Atendimento   •   Serviço de Reabilitação

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês
Matriz: Rua Peixoto Gomide, 337, Bela Vista, São Paulo - Telefone: 55 (11) 3016-0528
E-mail: faleconosco@irssl.org.br