FALE CONOSCO

Notícias

Voltar para listagem de notícias

11/03/2015

Tratar a condição de pré-diabetes pode evitar o desenvolvimento da doença

Se você está acima do peso, tem mais de 40 anos de idade e alguém de sua família tem diabetes, fique atento, pois são grandes as chances de você estar começando a desenvolver essa doença.

Tratar a condição de pré-diabetes

De acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), mais de 35 milhões de brasileiros devem ter pré-diabetes, sendo que aproximadamente 25% se tornarão diabéticos nos próximos três a cinco anos.

Nível glicêmico no sangue

Abaixo de 70 mg/dL: Hiploglicemia
Hemoglobina glicada abaixo de 4%

Entre 70 e 99 mg/dL: Normal
Hemoglobina glicada entre 4% e 5,7%

Entre 100 e 125 mg/dL: Pré-diabetes
Hemoglobina glicada entre 5,8% e 6,4%

Acima de 126 mg/dL: Diabetes
Hemoglobina glicada acima de 6,5%

O pré-diabetes é uma condição de risco aumentado para o desenvolvimento do diabetes tipo 2 — doença que acomete principalmente adultos, causada geralmente por excesso de peso e má alimentação, e não costuma exigir o uso de insulina para seu controle cotidiano. São consideradas pré-diabéticas ainda as pessoas com taxas de açúcar no sangue um pouco acima do normal (veja ao lado os diferentes padrões glicêmicos), que têm pais portadores de diabetes ou gêmeos univitelinos de diabéticos.

“É preciso ficar muito atento, pois metade das pessoas que têm pré-diabetes não sabe, pois essa fase da doença geralmente não causa sintomas”, alerta o dr. Antonio Roberto Chacra, endocrinologista no Hospital Sírio-Libanês e professor da Universidade Federal de São Paulo.

Diversos estudos científicos mostram que, quando a condição não é tratada, 50% das pessoas com pré-diabetes desenvolverão a doença e suas possíveis complicações, como alterações na circulação sanguínea, problemas coronarianos, comprometimento do funcionamento renal, ocular e dos nervos.

No entanto, diferentemente do diabetes, o pré-diabetes pode ser revertido na maioria dos casos apenas com a perda de peso, baseada na prática de exercícios físicos e em dieta equilibrada. “Em casos de pessoas que já estão no peso ideal e são praticantes regulares de exercício, pode ser indicado um tratamento farmacológico”, informa o dr. Chacra.

Os medicamentos à base de metformina, indicados também para pacientes com o diabetes já estabelecido, são os mais usados para o tratamento do pré-diabetes. De uso oral, esses medicamentos são vendidos a preços baixos no Brasil por meio do programa Farmácia Popular do Ministério da Saúde.

A SBD estima que mudar o estilo de vida com uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos, consequentemente perdendo peso, é capaz de reduzir o risco para o diabetes em até 40%, enquanto que o uso de medicamentos pode reduzi-lo em cerca de 20%.

 

Fonte: Dr. Antonio Roberto Chacra, endocrinologista no Hospital Sírio-Libanês professor da Universidade Federal de São Paulo

Endereços de atendimento
Atendimento Médico AME   •   Hospitais de Atendimento   •   Serviço de Reabilitação

Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês
Matriz: Rua Peixoto Gomide, 337, Bela Vista, São Paulo - Telefone: 55 (11) 3016-0528
E-mail: faleconosco@irssl.org.br